Eixos Principais:

DescripciónOrganização InstitucionalAções vinculadas ao PEAS

Os temas relativos a políticas públicas regionais que beneficiam os jovens do MERCOSUL requerem um espaço específico para seu tratamento. Neste sentido, considerou-se adequado criar um fórum intergovernamental para promover o diálogo, a cooperação e a elaboração de políticas de juventude no MERCOSUL, no caso a Reunião Especializada de Juventude (Resolução GMC 39/06).

Reunião Especializada de Juventude (REJ) é dependente do Grupo Mercado Comum (GMC). Foi criada na Reunión XXXI do GMC, durante a Cúpula de Córdoba, em 18 de julho de 2006, pela Resolução GMC 39/06. Está integrada por representantes governamentais que cuidam de políticas públicas para a juventude nos Estados Partes.

Sua principal tarefa é promover o diálogo, a elaboração, a cooperação e o fortalecimento das políticas juvenis no MERCOSUL, com o objetivo de promover a melhoria das condições de vida dos jovens. O espaço de trabalho contempla participação de organizações juvenis.

Em busca da promoção de educação de qualidade para os jovens no MERCOSUL como fator de inclusão social, de desenvolvimento humano e produtivo, busca-se promover iniciativas para implementar programas de mobilidade acadêmica. Isto, tomando como base a experiência brasileira no programa Ciência sem Fronteiras, que visa o intercâmbio acadêmico entre estudantes do Brasil e universidades em países, foi estabelecida, durante a PPTB de 2015, a vontade política de expandir expandir o programa, intensificando o intercâmbio com universidades dos países do MERCOSUL.

Em relação ao eixo IX, a REJ tem promovido diálogo com organizações sociais, desenvolvendo reuniões ampliadas e participando da Cúpula Social do MERCOSUL. Também, em coordenação com instâncias diversas do bloco, como REAF e UPS, a fim de formular políticas sociais para a juventude.

Há compromisso dos Estados em fazer avançar uma proposta de elaboração de um Observatório da Juventude. Isso permitirá à REJ um diagnóstico regional sobre o tema da juventude e um repositório de dados que sirvam de referência a futuras pesquisas.

Além disso, se busca coordenar com parceiros em relação ao desenvolvimento de ações diversas, como junto à UNASUL, CELAC, órgãos internos da Secretaria do MERCOSUL, UPS, FOCEM, REAF, IPPDH, ISM e RMAMM. Também com organizações internacionais como Organismo Internacional da Juventude (OIJ), OEI (Organização dos Estados Ibero-Americanos) e SGIB (Secretaria Geral Iberoamericana).

Em relação à juventude rural, busca-se articulação com a Reunião Especializada sobre Agricultura Familiar.